A “Ponte Dourada” (“Cau Vang” em vietnamita) oferece uma bela vista das florestas de Ba Na, perto de Danang, no centro do país.

Ponte-Dourada3
Ponte-Dourada ponte a 1.400 metros de altura vira atração turística no Vietnã

“A ponte é magnífica, com um estilo arquitetônico surpreendente. Daqui é possível observar a cidade de Danang”, declarou à AFP Nguyen Trung Phuc, um dos visitantes do local.

Situada a 20 km de Danang, Ba Na é uma cidade turística fundada em 1919 pelos colonos franceses. Cem anos depois, a localidade se tornou uma das grandes atrações do Vietnã.

Para agradar os visitantes, o governo construiu um teleférico de vários quilômetros e recriou uma vila medieval francesa com um castelo e uma catedral, além de um museu de cera com estátuas de figuras como Lady Gaga e Michael Jordan, entre outros.

A ponte é um projeto do Sun Group, à frente de várias obras polêmicas, como um teleférico construído em 2016 no monte Fansipan, o maior do Vietnã (3.134 metros), que gerou protesto entre os moradores.

O país comunista tenta atrair turistas com a ideia de virar um destino inevitável no sudeste asiático.

Em 2017, recebeu 13 milhões de visitantes estrangeiros, chineses em sua maioria, muito atrás dos 35 milhões de turistas que viajaram à Tailândia no mesmo ano.


Descrição

A Ponte Dourada está localizada a uma altitude de 1414 metros acima do nível do mar, com cerca de 148,6 metros de comprimento. A ponte tem oito vãos, sendo o maior vão 21,2 m de comprimento. A ponte tem mais duas mãos de “pedra” esculpidas ao lado dela, com a forma de se você estivesse sustentando o corpo da ponte, os dedos têm cerca de 2 m de diâmetro.

tabuleiro da ponte é principalmente projetado em quilha de madeira, com 5 cm de espessura, com grades de aço inoxidável dourado. A ponte foi construída de julho de 2017 a abril de 2018, sendo a primeira unidade do Sun Group


Historia

Em 1535, o Capitão António de Faria foi o primeiro Europeu (Português) que, partindo de Da Nang (Tourane), onde os Portugueses tinham aportado em 1516, na então chamada Cochinchina (actual Vietname), estabeleceu, ou tentou estabelecer, um local de negócios, um posto comercial na cidade costeira de Faifo, a cerca de 20 quilómetros da atual Da Nang.

Esperava-se que António de Faria conseguisse criar nessa área um enclave Português permanente como Macau e Goa, o que falhou, uma vez que, no entanto, o posto nunca floresceu. Ele é, também, responsável pelo equívoco do Vietname. Ele chamou ao Vietname Cauchi, nome derivado dos caracteres chineses para o Vietname: Giao Chi. Para evitar confusão com a sua colónia de Cochim, na Índia, acrescentou-lhe aqui China. Assim, o nome Cochin China nasceu. Mais tarde, os Franceses iriam usar apenas esse nome como o da parte Sul do Vietname.

Era um porto de chegada de missionários europeus e ocupada por Napoleão III de França durante sua campanha no Vietnã a partir de Agosto de 1858, (2.350 soldados da França e Espanha), foi rebatizado em Tourane.

Durante a Guerra da Indochina foi considerada uma das cinco principais cidades da península. E durante a guerra do Vietnã era o local de desembarque do primeiro contingente de fuzileiros navais em 1965 e a base aérea principal americana com capacidade de descarga de 27.000 toneladas de suprimentos por dia.